Quem sou eu

Minha foto

 
-Graduação em Medicina Humana pela UNESP- Faculdade de Medicina de Botucatu
-Residência médica em Otorrinolaringologia pela UNESP- Faculdade de Medicina de Botucatu
-Título de especialista em Otorrinolaringologia pela ABORL-CCF/ AMB /MEC
-Especialização (Fellow) em Otologia pela UNIFESP- Escola Paulista de Medicina
-Mestre em Otorrinolaringologia pela UNIFESP - Escola Paulista de Medicina

Endereço e contatos:

"Seja a mudança que quer ver no mundo"

(Dalai Lama)


Consultório:


- R. Cubatão, 86, conj. 1407, Paraíso, São Paulo

Fone: 11 23897016/ 11 43016874


e-mail: baarossini@gmail.com

Conheça os diversos tipos de tontura:



Fonte: site Hospital Albert Einstein

Tratamentos cirúrgicos para Ronco e apnéia


Tratamento do zumbido

Entre outras táticas, utilizamos os sons da natureza: enriquecimento sonoro do ambiente para tratamento do zumbido.

Labirintites e tonturas

Entendendo a labirintite e outras tonturas:


Um barulho no ouvido que persegue o paciente 24 horas por dia pode ser o zumbido, um mal que, para a Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia, atormenta cerca de 30 milhões de brasileiros e 17% da população mundial. Segundo especialistas, apesar de o problema ter cura em boa parte dos casos, alguns médicos e a maioria da população desconhece essa informação.
Um dos grandes problemas que os especialistas enfrentam no combate e conscientização do sintoma é a ideia de que o zumbido não tem cura. Essa desinformação leva vários pacientes a não procurarem auxílio médico e desistirem do tratamento. Porém, em cerca de 80% dos casos o distúrbio tem cura, e em casos mais graves o mal pode ser amenizado.
O zumbido é um distúrbio da audição, que consiste em perceber sons que não são gerados por uma fonte sonora física. Em consequência de uma perda na audição há o aumento dos impulsos elétricos que a via auditiva envia ao córtex cerebral, gerando os sons, que normalmente se assemelham ao chiado, apito, cigarra ou outros sons.
As causas do distúrbio são as mais variadas, a exemplo da exposição ao som alto por muito tempo, da perda auditiva parcial ou total, questões anatômicas referentes à face, pescoço, dentes e articulação temporo-mandibular (ATM), alterações nos níveis de triglicerídeos, pré-diabetes e alto consumo de cafeína. Podem incidir em qualquer faixa etária. Contudo, o problema é mais frequente na terceira idade, atingindo 33% dos indivíduos.
Não deixe o zumbido vencer essa batalha!





Curriculo

-Link para o currículo lattes:

http://lattes.cnpq.br/2885866749358140

Estamos preparados para ajuda-los em doenças como:

- Rinites e sinusites

- Obstruçao nasal e desvio de septo


- Ronco e apnéia do sono

-Amigdalites

- Doença do refluxo gastro-esofágico

- Rouquidão

- Labirintite e tonturas

- Zumbido

- Surdez

- Otites

- Orelha de abano


Orientações para o tratamento de Doença do Refluxo Gastro Esofágico:

1. Evitar refeições copiosas, isto é, fracionar a alimentação, comendo pouco várias vezes ao dia.

2. Evitar deitar logo após a refeição, esperar cerca de 1 hora.

3. Evitar o consumo de alimentos muito condimentados e gordurosos.

4. Diminuir consumo de café, chá preto, refrigerante, doces e chocolate.

5. Evitar usar roupas apertadas.

6. Perder peso.

7. Realizar exercício físico regular (caminhadas hidroginástica ou natação 1hora pelo menos três vezes por semana).

8. Caso os sintomas piorem, procurar serviço mé